sexta-feira, 6 de novembro de 2009

ARTE DE AMAR

"Se queres sentir a felicidade de amar, esquece a tua alma,
A alma é que estraga o amor.
Só em Deus ela pode encontrar satisfação.
Não noutra alma.
Só em Deus - ou fora do mundo.

"As Almas são incomunicáveis.

"Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.
Porque os corpos se entendem, mas as almas não"

(Manuel Bandeira, in Belo Belo)


Mais uma vez Bandeira cospe na minha cara o que Gil tenta me explicar há séculos: o verdadeiro amor é vão. Eu tenho que parar de achar que amores profundos, tresloucados, quixotescos, romantescos (...) são a resposta para alguma coisa na vida. Tenho que parar de questionar o amor e aceitá-lo raso.








Mentira, já tentei isso também.

3 comentários:

  1. eu quero é que o amor me aceite como participante do movimento da terra.

    ResponderExcluir
  2. acho que prefiro continuar acreditando na mentira do verdadeiro amos :x

    ResponderExcluir